Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional

Aos nossos colaboradores e colaboradoras:

Em função da pandemia de COVID-19, a Editoria tem recebido o contato de algumas autoras(es) sobre o interesse em publicações na temática. 

Os Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional reafirmam nosso compromisso com a divulgação do conhecimento em terapia ocupacional e a certeza da contribuição da área neste cenário que vivemos.

Desta forma, seguindo as recomendações da SciELO sobre a aceleração de disponibilização de artigos que se relacionem à pandemia, solicitamos às autoras e autores que informem no sistema que se trata de uma produção relacionada ao COVID-19. Assim, após análise dos editores, sugeriremos a publicação em preprint, caso o texto siga para avaliação por pares. 

Esperamos contribuir para a disseminação do conhecimento em terapia ocupacional relacionadas ao cotidiano e ao fazer humano, articulados à participação, à autonomia e à inserção de sujeitos (individuais e coletivos) na situação de pandemia que vivemos. 

Atenciosamente,

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional  

 

O periódico Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy (ISSN 2526-8910) é continuidade dos Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar (ISSN Impresso 0104-4931, ISSN Eletrônico 2238-2860), iniciado em 1990. Desde o volume 25, número 2, de 2017 passou a chamar-se Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy. Destina-se à divulgação de trabalhos inéditos, oriundos de pesquisas científicas originais no campo da Terapia Ocupacional, em diálogo com as áreas de Saúde, Educação, Cultura e Assistência Social, bem como da Ciência Ocupacional. Enfatiza estudos sobre problemáticas físicas, sensoriais, mentais, psicológicas e/ou sociais relacionadas ao cotidiano e ao fazer humano, articulados à participação, à autonomia e à inserção de sujeitos (individuais e coletivos) na vida social.

A revista aceita trabalhos em inglês, espanhol e português, adota a avaliação double-blind e dirige-se a pesquisadores, docentes, discentes e profissionais de Terapia Ocupacional e de áreas correlatas, tanto em âmbito nacional quanto internacional. 

v. 28, n. 2 (2020)

  ##common.journalThumbnail.altText##