A prática do apoio matricial e os seus efeitos na Atenção Primária à Saúde/The practice of matrix support and its effects on primary health care

Meyrielle Belotti, Maria Cristina Campello Lavrador

Resumo


Introdução: Este trabalho insere-se no contexto das discussões sobre a saúde mental na Atenção Primária à Saúde. Trata-se de um relato de experiência da prática do Apoio Matricial em uma Unidade Saúde da Família, situada em um município da Grande Vitória, ES, Brasil. Objetivo: Buscou-se identificar os efeitos que os encontros de matriciamento provocaram no território de adstringência das equipes da Estratégia Saúde da Família acompanhadas. Método: Para a realização dos encontros de matriciamento, foi utilizado o Método de Roda. Resultados: Os resultados apontam que a prática do Apoio Matricial favoreceu a ampliação das estratégias de cuidados em saúde mental na Atenção Primária à Saúde; a corresponsabilidade no cuidado; a escuta qualificada; o aumento da resolutividade neste nível de atenção; e a diminuição dos encaminhamentos sem critérios. Conclusão: Neste sentido, o Apoio Matricial foi uma ferramenta capaz de promover uma interlocução entre os serviços de saúde mental e a Atenção Primária à Saúde. Neste caminho, o Projeto Terapêutico Singular (PTS) configurou-se como um grande aliado, proporcionando a construção de decisões e tarefas definidas de modo compartilhado, favorecendo o envolvimento e a responsabilização de todos no cuidado do sujeito com sofrimento psíquico.




DOI: https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoRE0627

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br