DESENVOLVENDO A SENSIBILIDADE SENSORIAL TÁTIL PLANTAR EM PORTADORES DE AUTISMO INFANTIL ATRAVÉS DO "TAPETE SENSORIAL" - ESTUDO DE TRÊS CASOS

Elaine Samora Carvalho e França Antunes, Carolina Rubio Vicentini

Resumo


O Austimo é hoje definido como Transtorno Invasivo do Desenvolvimento que consiste em sinais e falhas de integraçãosensorial, ou seja, as disfunções ocorrem a partir de modulações pobres frente a estímulos nas situações de vida diária. A Terapia de Integração Sensorial explica que o cérebro organiza as informações sensoriais de forma a produzir padrões estáveis de comportamento, que permite a interação produtiva com o ambiente e a aprendizagem.  O sistema tátil processa informações sobre aquilo que esta em contato com a pele, a temperatura, a textura, informações vitais para nos proteger de perigos. Baseado na teoria de Integração Sensorial, e devido a observação realizada com crianças autistas quando faziam caminhadas em solo quente ou quando pisavam em pedras ponteagudas foi observado que não apresentavam reação aparente. Visando desenvolver a sensibilidade tátil plantar em crianças autistas foi desenvolvido o Tapete Sensorial â, constituído de várias texturas, indo do menos agressivo para o mais agressivo, sendo selecionadas para estudo três crianças autistas, sendo uma do sexo feminino e dois do sexo masculino que não apresentavam reação aparente. Os resultados obtidos demonstram que através da estimulação frente ao Tapete Sensorial, ocorre uma organização do processo neurológico, a partir do pressusposto da plasticidade do sistema nervoso central, auxiliando desta forma o desenvolvimento de sua integração sensorial.


Texto completo:

PDF


_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br