A trajetória do brincar, da competição a criação

Luzia Iara Pfeifer, carolina S. Carvalho, Vanessa M. D. Santos

Resumo


o brincar permite a criança 0 autoconhecimento, a comunicação com 0 outro, a reelaboração de papeis sociais e a internalização de regras e do ambiente que a circunda. A partir destes pressupostos, relata-se 0 brincar com uma criança de sete anos de idade, do sexo masculino, matriculada na 2." serie de uma instituição de ensino publica. As intervenções aconteceram semanalmente, durante um trimestre, na cidade de Ribeirão Preto e tiveram como objetivo correlacionar as praticas as diferentes teorias a respeito das atividades lúdicas, segmentadas em jogos simbólicos, jogos com regras, jogos de exercícios simples e jogos eletrônicos. No decorrer dos encontros, verificou-se que a criança era estimulada no ambiente familiar, propunha resolução de problemas, participava das tomadas de decisão, era sociável e comunicativa. Entretanto, sua competitividade por vezes a impedia de experenciar uma brincadeira de forma prazerosa. Sendo assim, propôs-se a elaboração de uma Caixa de Hist6ria a fim de trabalhar não só a cooperatividade, como também 0 faz-de-conta, 0 pensamento simbólico e as potencialidades criativas.


Texto completo:

PDF


_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br