Proposta Teórica de um Instrumento de Auto-Avaliação em Saúde Mental

Isabela A. O. LUSSI, Helen I. FREITAS, Alfredo PEREIRA Jr

Resumo


O presente artigo propõe a utilização de uma interface analógica (Escala de Faces de Andrews) como instrumento de auto-avaliação em saúde mental. Assume-se que a vida mental possa ser classificada em uma grade de categorias, e que as condições de vida que favorecem a saúde mental (ou criam vulnerabilidades para o transtorno mental) possam ser descritas como interações dinâmicas entre as categorias, que ocorrem de modo único em cada experiência individual. Exemplos hipotéticos de aplicação do instrumento de auto-avaliação são apresentados, deixando para estudos posteriores a questão dos pesos a serem atribuídos a cada categoria, segundo a faixa etária e as peculiaridades culturais dos sujeitos.


Texto completo:

PDF


_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br