Editorial

Glória Nilda Velasco Maroto

Resumo


 

É com grande satisfação que apresentamos o volume 11, no 2 da Revista Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar.

A publicação dos Cadernos de Terapia Ocupacional, desde mil novecentos e noventa, foi o resultado profícuo da iniciativa dos docentes do Curso de Graduação em Terapia Ocupacional da UFSCar, que objetivou ampliar quantitativa e qualitativamente os espaços de divulgação do conhecimento e dos debates travados pelos dos terapeutas ocupacionais no Brasil.

Retomando a história dessa publicação, no projeto inicial procurou-se adequar ao momento da formação e da prática profissional no país na época. Observado que a escassez de publicações na área,e a dificuldade de viabiliza-las, limitavam o intercâmbio entre os terapeutas ocupacionais, a proposta do Conselho Editorial foi a da aceitação dos trabalhos submetidos que atendessem aos requisitos básicos de publicação.

O nome de Cadernos de Terapia Ocupacional foi considerado apropriado para estimular o exercício de “falar por escrito” pelo terapeuta ocupacional e a aprendizagem desta prática entre os alunos. Trazia também uma perspectiva filosófica, social e política. Ao incorporar na idéia dos cadernos, o significado de que obras importantes podem ser realizadas em condições adversas, teve-se como referência a produção de Antonio Grasmci, intelectual revolucionário italiano do inicio do século XX, em grande parte compilada nos ‘Cadernos do Cárcere”. Sua contribuição foi decisivamente importante para o pensamento da esquerda mundial, apesar das condições adversas em que a produziu. Nos debates entre os terapeutas ocupacionais, destaca-se a sua influência, entre outros, para realçar a importância das dimensões políticas, sociais e culturais existentes na Terapia Ocupacional envolvendo a população atendida. Um ponto de partida estabelecido para a construção de perspectivas inovadoras na profissão e de um debate ainda atual.

O campo da Terapia Ocupacional no Brasil evoluiu consideravelmente, qualitativa e quantitativamente. Apresenta-se hoje complexo, trazendo novas demandas. A busca do aprimoramento na formação por parte dos profissionais, inclusive nos cursos de pós-graduação, deu novo impulso às publicações. Mas ainda temos muito por fazer.

Transcorridos quinze anos de continua publicação, os Cadernos de Terapia Ocupacional passaram por sucessivas modificações. Com elas procurou-se o aprimoramento do seu conteúdo, adequando-o às exigências formais da escrita de caráter científico. Sua diagramação foi revisada, e esforços foram empreendidos para melhor divulgação entre os terapeutas ocupacionais. Sobretudo, empreenderam-se investimentos para a sua indexação.

O resultado é fruto do trabalho coletivo e da colaboração dos colegas terapeutas ocupacionais, com relato de experiências, artigos originais, pareceres e sugestões  Esperamos que esta leitura inspire novos relatos, novos trabalhos, debates e discussões e aguardamos sua contribuição na consolidação e divulgação da Terapia Ocupacional.




_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br