Caracterização do desenvolvimento neuropsicomotor de crianças até três anos: o modelo da CIF no contexto do NASF/Characterization of the neuropsychomotor development of children up to three years old: the ICF model in the context of the Family Health Support Center

Luize Bueno de Araujo, Karize Rafaela Mesquita Novakoski, Marina Siqueira Campos Bastos, Tainá Ribas Mélo, Vera Lúcia Israel

Resumo


Introdução: O desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM) é dinâmico e complexo, explicado pelo modelo contextual, que pode ser discutido com visão ampliada de saúde por meio da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF). Objetivo: Caracterizar o DNPM de crianças com até três anos participantes do Programa Leite das Crianças (PLC) a partir da abordagem contextual por meio da CIF, no contexto do Núcleo de Apoio à Saúde a Família (NASF), e relacionar com aspectos individuais, familiares, socioeconômicos e estimulação da criança nos diferentes ambientes. Método: Participaram deste estudo 19 crianças, 10 (52,63%) meninos e 9 meninas (47,37%), com idade entre 7 e 35 meses (19,42 ± 9,11), devidamente autorizadas pelo responsável, avaliadas por meio de entrevista semiestruturada, questionário socioeconômico da ABEP, teste de triagem de Denver II e questionário de oportunidades no ambiente domiciliar para o desenvolvimento motor. Os instrumentos foram relacionados com os componentes da CIF para crianças e jovens (CIF-CJ). O estudo foi realizado no NASF de uma cidade da região metropolitana de Curitiba/PR, Brasil. Para análise estatística utilizou-se rô de Spearman (rs) para correlação não-paramétrica, Mann-Whitney na comparação quantitativa e o Exato de Fisher em dados categóricos para probabilidade de ocorrência. Resultados: Com relação à triagem, 9 (47,37%) crianças apresentaram o DNPM questionável, sendo a área da linguagem a mais comprometida (88,88%), 7 famílias (36,84%) foram classificadas em C1 pela ABEP. Para a estimulação recebida no ambiente domiciliar, 6 crianças (54,5%) com até 18 meses tiveram estimulação adequada e todas (n=8) as crianças maiores de 19 meses apresentaram estimulação razoável. O modelo proposto neste estudo respondeu à abordagem contextual da CIF. Conclusão: É necessária a utilização de instrumentos adequados para planejar ações na atenção básica, para que crianças que apresentem risco ao DNPM possam ser incluídas em programas de intervenções precoces, para viabilizar o NASF enquanto espaço de acompanhamento e promoção do DNPM. A CIF mostrou-se um instrumento de classificação adequado e válido para este contexto.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1183

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br