Uso de tecnologia de comunicação alternativa na avaliação da qualidade de vida de pacientes com câncer de cabeça e pescoço/Use of alternative communication technology on quality of life evaluation of head and neck neoplasms patients

Cristiane Aparecida Gomes-Ferraz, Gabriela Rezende, Marysia Mara Rodrigues do Prado De Carlo

Resumo


Introdução: A comunicação, as interações sociais e a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS) da pessoa acometida pelo câncer de cabeça e pescoço (CCP), são afetadas tanto pelo diagnóstico como pelos tratamentos. Objetivo: Avaliar o uso de um software de comunicação alternativa como recurso para aplicação de instrumentos de avaliação da QVRS de pessoas com CCP, submetidas à laringectomia. Método: Estudo exploratório, transversal, realizado com 100 pessoas adultas, de ambos os sexos. Foi utilizada uma ficha de identificação Sociodemográfica e foram aplicados o Critério de Classificação Econômica Brasil e a escala Functional Assessment of Cancer Therapy - Head and Neck – FACT – H & N. Esses instrumentos foram inseridos, em seu formato original, no software de comunicação alternativa Livox, que é um recurso auxiliar de comunicação que favorece a comunicação de pessoas com dificuldades na fala, fornecendo uma conversão de texto em sons. Resultados: As dimensões do Bem-Estar Funcional e Bem-Estar Emocional foram as mais comprometidas na avaliação da QVRS. Os entrevistados, em sua maioria, não demonstraram dificuldade em utilizar o Livox para responder aos questionários. Porém, observou-se associação entre a idade e atividade profissional exercida em relação à utilização do software, pois 100% das pessoas com mais de 58 anos e os aposentados não ativos referiram alguma dificuldade em sua utilização. Conclusão: O uso de recursos tecnológicos pode facilitar acessos à serviços e tratamentos por parte das pessoas laringectomizadas, mas os idosos apresentam maiores dificuldades no uso de tecnologias modernas de comunicação, devido à contextos socioculturais, dificuldades cognitivas e emocionais. A terapia ocupacional pode facilitar essa adaptação através do uso de recursos, estratégias e técnicas de uso de instrumentos de tecnologia como facilitadores para comunicação em contextos intra e extra-hospitalares, proporcionando autonomia e independência aos sujeitos.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1761

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br