A construção de sentidos sobre o que é significativo: diálogos com Wilcock e Benetton/ The meaning making of what is meaningful: dialogues with Wilcock and Benetton

Ana Carolina Carreira de Mello, Débora Ricci Dituri, Taís Quevedo Marcolino

Resumo


 Este ensaio buscou tecer relações em torno da construção de sentidos sobre o que é significativo como elemento relevante para o conhecimento e a prática da terapia ocupacional, por meio do diálogo com duas autoras, Ann Wilcock, com sua Perspectiva da Natureza Ocupacional da Saúde, sustentada na perspectiva paradigmática da ocupação como promotora de bem-estar e saúde, e Jô Benetton, com seu Método Terapia Ocupacional Dinâmica, apoiada na perspectiva paradigmática da terapia ocupacional, do tratar por meio de ocupações/atividades. O que é significativo pode ser considerado atrelado ao conceito de saúde que cada uma propõe: Wilcock e sua ênfase na ocupação significativa, em oposição a uma disfunção ocupacional; e Benetton, com foco na saúde qualificada pelo sujeito-alvo das intervenções em terapia ocupacional como o que lhe traz bem-estar e o ajuda a agir no mundo. Esperamos contribuir para o debate em torno dos conceitos que sustentam intervenções em terapia ocupacional, em uma reflexão sobre o processo de construção de sentidos nas intervenções de terapia ocupacional.


Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoEN1896

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br