Editorial

Michelle Selma Hahn, Ana Paula Serrata Malfitano, Iracema Serrat V. Ferrigno

Resumo


Iniciamos o ano de 2009 com um novo formato de trabalho nos Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar. Em um esforço de ampliação da nossa equipe, contamos, atualmente, com uma estagiária, Amanda Bernini, que está colaborando conosco na área administrativa. Integramos também duas docentes do Departamento de Terapia Ocupacional da UFSCar, Profas. Dras. Ana Paula Serrata Malfitano e Iracema Serrat V. Ferrigno, que assumiram o trabalho de revisão final dos artigos. A coordenação editorial é realizada pela Profa. Dra. Michelle Selma Hahn.

Neste contexto, a tarefa que nos propusemos ao final do ano passado, assumiu um caráter mais coletivo, colaborativo e prazeroso, e esperamos que possa qualificar ainda mais os Cadernos.

Este número se inicia com o artigo A formação de professores no paradigma da inclusão: a educação infantil e a educação especial em pauta, que trata de um tema bastante atual e de grande interesse para os diversos atores envolvidos na interface entre a terapia ocupacional e a educação especial. O segundo artigo A precarização do trabalho no “terceiro setor”: um estudo a partir da realidade da Terapia Ocupacional em maceió-al discute um assunto ainda pouco abordado, embora se caracterize de impacto crescente na categoria, desenvolvimento e inserção profissional e, portanto, de grande relevância. Na sequencia temos Estudos sobre cultura e processos criativos de artistas: referenciais para a intervenção em uma oficina terapêutica ocupacional com psicóticos, que reflete, com base numa experiência de oficina de atividade, as bases teóricas dos processos criativos de artistas e tece uma relação com a loucura. A comunicação O modelo lúdico: uma nova visão do brincar para a Terapia Ocupacional traz uma reflexão a partir de um levantamento bibliográfico, que pode acrescentar outros olhares nas intervenções com essa população. A seguir, temos o relato da experiência Intervenção em Terapia Ocupacional em casas-lares com crianças pré-escolares vítimas de violência doméstica: relato de experiência, que aborda a complexa problemática de crianças abrigadas vítimas de violência e as possibilidades de atuação do terapeuta ocupacional por meio da intervenção no ambiente, segundo um referencial teórico escolhido.

Para finalizar publicamos dois resumos de teses de Doutorado recém-defendidas: A tessitura da rede: entre pontos e espaços. Políticas e programas sociais de atenção à juventude – a situação de rua em Campinas, SP e Avaliação funcional de uma órtese para mão com músculos artificiais eletromecânicos em pacientes com lesão de plexo braquial. Essas colegas integram, com suas pesquisas, a tarefa de desenvolvimento científico da nossa área, fazendo com que tenhamos atingido uma centena de doutores terapeutas ocupacionais no país. Parabéns a todos nós!

O aspecto da “cooperação” é o que marca este número, caminho que pretendemos aprofundar e ampliar entre todos os envolvidos com os Cadernos – autores, revisores e conselheiros. Nesse sentido, o agradecimento é coletivo e se expressa também através da assinatura conjunta deste editorial.

 




_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br