O JOGO DO FAZ-DE-CONTA, A ESTÓRIA E A PALAVRA ESCRITA - LAGUMAS DE SUAS INTERRELAÇÕES

Therezinha Vieira

Resumo


O jogo de faz-de-conta e a estória vem sendo apontados pleos estudiosos do comportamento infantil como relevantes à aprendizagem da leitura-escrita, quer porque parecem existir semelhanças entre o simbolismo do jogo e o da escrita, quer pelas características em comum que o relato de estórias parece manter com o relato escrito. Além disso, as pesquisas têm mostrado vários tipos de interrelações entre o jogo  e a estória. Assim é que existem indicações de que estas duas atividades se desenvolvem de forma entrecruzada - o jogo de faz-de-conta como que apóia o desenvolvimento da capacidade de relatar estórias em suas fases iniciais; existem ainda indicações de efeitos facilitadores da dramatização sobre a compreensão e recordação de estórias. Nosso objetivo aqui é sistematizar a contribuição destes estudos na medida em que orientam para a discussão de questões teóricas que interessam à compreensão do desenvolvimento infantil e considerando ainda o auxílio que, em princípio, podem dar à prática de profissionais que çidam com crianças da faixa pré-escolar.


Texto completo:

PDF


_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br