A concepção de deficiência em discussão: ponto de vista de docentes de Terapia Ocupacional / The conception of disability under discussion: the point of view of Occupational Therapy professors

Luciana Ramos Baleotti, Sadao Omote

Resumo


A forma como concebemos as pessoas com deficiência parece influenciar as ações destinadas a elas. Terapeutas ocupacionais representam uma parcela de profissionais da área da saúde que direcionam suas ações pautados em uma visão abrangente do que representa a deficiência. Objetivou-se identificar e analisar a concepção de deficiência na perspectiva de docentes com formação em Terapia Ocupacional. Participaram deste estudo 15 docentes, sendo sete de duas universidades públicas e oito de duas universidades privadas, localizadas em cidades de médio porte do estado de São Paulo. A coleta de dados foi realizada por meio de um instrumento denominado Escala de Avaliação da Concepção de Deficiência. Os resultados apontam que o grupo estudado apresenta maior tendência às concepções interacionista e social de deficiência. O estudo traz contribuições para a compreensão da concepção que os docentes de cursos de Terapia Ocupacional têm acerca da deficiência, o que certamente conduz o fazer pedagógico deles, afetando a formação de futuros profissionais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4322/cto.2014.008

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br