Ocupação e atividade: tendências e tensões conceituais na literatura anglófona da terapia ocupacional e da ciência ocupacional/Occupation and activity: trends and conceptual tensions in the Anglophone literature of occupational therapy and occupational sc

Lilian Magalhães

Resumo


O rigor epistemológico da Terapia Ocupacional vem sendo questionado desde o seu surgimento, há
quase um século. Ciência Ocupacional, uma nova disciplina que foi criada por terapeutas ocupacionais na América
do Norte e desenvolveu-se principalmente no mundo anglo-saxão nos últimos 30 anos, tem produzido ampla
discussão sobre os fundamentos teóricos e técnicos das intervenções baseadas na ocupação, além de estimular
o debate internacional sobre as dimensões sociopolíticas dos vários modelos existentes. Este artigo, concebido
como um ensaio reflexivo, objetiva rever os conceitos de ocupação e atividade tal como eles são apresentados
na literatura anglófona contemporânea tanto da Terapia Ocupacional quanto da ciência ocupacional. Trabalhos
científicos selecionados e documentos oficiais são discutidos. Após uma breve introdução que descreve o
marco teórico que orienta a discussão, um resumo desses conceitos é apresentado. A análise leva em conta o
desenvolvimento histórico das duas áreas e também procura destacar as oportunidades para a futura produção
de conhecimento, tanto na Terapia Ocupacional como na ciência ocupacional.

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4322/cto.2013.027

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br