Comunidade de prática em terapia ocupacional: a avaliação do processo pelos participantes e pelos pesquisadores/Occupational therapy practice community: process evaluation by the participants and researchers

Sandra Maria Galheigo, Cláudia Pellegrini Braga, Fernanda Stella Risseto Mieto, Fernanda Viotti, Gabrielle Quintiliano Sarmento, Margareth Motta, Marianne Campopiano Silva, Mirella Ferreira Santos, Priscilla Feres Spinola, Raquel Lima, Rosa Maria de Araújo Mitre, Thais dos Reis Olher Lagôa, Thelma Almir Oliveira, Walkyria de Almeida Santos

Resumo


Este artigo apresenta resultados de pesquisa-ação com terapeutas ocupacionais em uma comunidade de prática, cujo objetivo foi discutir a produção de cuidado oferecida pela terapia ocupacional a crianças e adolescentes hospitalizados. Participaram da pesquisa nove terapeutas ocupacionais de hospitais da cidade de São Paulo. Foram realizados dez encontros presenciais e atividades virtuais disponibilizadas em um ambiente computacional mediado pela Web. Os encontros presenciais foram gravados e filmados. Este artigo tem como objetivo apresentar a avaliação que as participantes e pesquisadoras fizeram do processo vivido na comunidade. Por meio de análise de conteúdo, foram identificadas 17 unidades de registro, agrupadas em quatro temáticas principais: processo dialógico; implicações teórico-práticas; processo reflexivo; processo participativo e suas barreiras. A avaliação do processo mostrou que o diálogo durante os encontros colaborou para o senso de pertencimento, integração e consciência/coesão grupal, e possibilitou a discussão e a reflexão de temas relevantes sobre a prática do terapeuta ocupacional. A comunicação direta mostrou-se como a principal forma de trocas profissionais neste grupo. As condições de trabalho dos participantes, a dificuldade de acesso a computadores e ambientes de trocas virtuais, sobretrabalho gerado pelos encontros e o deslocamento nos grandes centros urbanos foram fatores complicadores para uma maior adesão dos participantes. A avaliação mostrou que essa estratégia favoreceu a construção compartilhada de saberes e que sua implementação pode fomentar a reflexão, o desenvolvimento da pesquisa e a produção de conhecimento, bem como contribuir para o aprimoramento da prática profissional do terapeuta ocupacional.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO0471

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br