A rotina ocupacional de pacientes implantados com cardiodesfibriladores/ The occupational routine of patients implanted with cardioverter-defibrillator

Juliana Mannini, Janaína Santos Nascimento, Miryam Bonadiu Pelosi

Resumo


O cardiodesfibrilador implantável (CDI) se tornou referência quanto ao padrão de cuidado para pacientes com arritmias ventriculares potencialmente letais. O CDI trata os sintomas da doença sem qualquer impacto sobre a causa dela, porém a descarga elétrica advinda do mecanismo de funcionamento do dispositivo tem se mostrado fonte de muitos estudos referentes à qualidade de vida dessa população. A literatura aponta para limitações dos pacientes implantados com o cardiodesfribilador quanto à realização de atividades como trabalhar e dirigir, mas pouco se discute se outras áreas do desempenho ocupacional também estão limitadas. A pesquisa realizada foi prospectiva, de caráter exploratório, com o objetivo de conhecer a rotina de pacientes implantados com cardiodesfibriladores, com delineamento de estudo de caso e natureza quantitativa. Participaram da pesquisa 15 sujeitos, implantados com CDI e acompanhados ambulatorialmente pelo setor de arritmia do HUCFF. Os instrumentos de coleta de dados incluíram entrevista inicial, o inventário SF36, a Lista de Identificação dos Papéis Ocupacionais e uma questão aberta. Os resultados mostraram interferências na rotina ocupacional e desempenho dos papéis ocupacionais avaliados, assim como nos domínios de saúde mental e vitalidade, com maior enfoque nas influências advindas da patologia do que do próprio mecanismo do dispositivo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO486

_________________________________________________________________

Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional/Brazilian Journal of Occupational Therapy
ISSN: 2526-8910
Universidade Federal de São Carlos
Rodovia Washington Luis, km 235, Caixa Postal 676, Cep 13.565.905, São Carlos - SP, Brazil
Phone: +55(16)3351-8649. E-mail: cadto@ufscar.br