Aspectos do trabalho e os distúrbios osteomusculares de trabalhadoras em um lactário de escola/Working aspects and musculoskeletal disorders of workers in a school’s lactary

Autores

  • Janaina Montrezor Valença Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP
  • Maria do Carmo Baracho de Alencar Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP.

DOI:

https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO0787

Resumo

Objetivo: Investigar sobre as condições de trabalho e ocorrência de distúrbios osteomusculares no trabalho de lactaristas de uma escola pública infantil. Método: Trata-se de um estudo ergonômico e um estudo de caso. Realizou-se levantamento de dados gerais sobre a escola e o local de trabalho. Aplicação de questionário às lactaristas, contendo informações pessoais, sobre o trabalho e sintomas osteomusculares. Levantamento de tarefas e processos de trabalho, observações sistemáticas e registros das atividades de trabalho, em papel e caneta, com base na metodologia da Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Resultados: No local havia duas lactaristas que participaram do estudo, idade de 43 e 49 anos. Foram relatados sintomas osteomusculares nos últimos doze meses em região de punhos, mãos e coluna lombar; e nos últimos sete dias em coluna cervical e lombar. Constataram-se diversas condições inadequadas de trabalho, entre elas relacionadas ao espaço físico e ambiente térmico, e aspectos da organização do trabalho (equipe subdimensionada, horários de entrega de alimentos, entre outros). Conclusão: Aspectos precários das condições de trabalho tendem a favorecer o surgimento e/ou agravamento de distúrbios osteomusculares em lactaristas de escolas públicas infantis, e investigações visando à prevenção e promoção da saúde são necessárias.

Downloads

Publicado

2017-03-30

Como Citar

Valença, J. M., & Alencar, M. do C. B. de. (2017). Aspectos do trabalho e os distúrbios osteomusculares de trabalhadoras em um lactário de escola/Working aspects and musculoskeletal disorders of workers in a school’s lactary. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 25(1), 137–146. https://doi.org/10.4322/0104-4931.ctoAO0787

Edição

Seção

Artigo Original