Engagement no trabalho em profissionais de programas de aprimoramento profissional em saúde/Work engagement in employees at professional improvement programs in health

Autores

  • Elizangela Gianini Gonsalez Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Luciano Garcia Lourenção Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP).
  • Priscila Regina Teixeira Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Daniela Salvagni Rotta Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Cláudia Eli Gazetta Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Denise Beretta Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.
  • Maria Helena Pinto Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

DOI:

https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO0987

Resumo

Objetivo: Este estudo avaliou os níveis de engagement no trabalho em profissionais de programas de aprimoramento e aperfeiçoamento profissional em saúde. Método: Realizou-se um estudo transversal com 82 profissionais de saúde dos programas de aprimoramento e aperfeiçoamento de uma instituição pública do interior paulista, utilizando-se a Utrech Work Engagement Scale (UWES), um questionário autoaplicável composto de 17 itens de autoavaliação em três dimensões: vigor, dedicação e absorção. Os escores foram calculados conforme modelo estatístico proposto no Manual Preliminar UWES. Resultados: Os níveis de engagement foram muito altos na dimensão vigor, altos na dimensão dedicação e no escore geral e médio na dimensão absorção para 71,61%, 58,03%, 53,75% e 51,22% dos profissionais, respectivamente. Os profissionais apresentaram relação positiva com o trabalho, são responsáveis, motivados e dedicados ao trabalho. Conclusão: O estudo reforça a importância de avaliar os aspectos positivos da relação entre profissionais e ambiente laboral, contribuindo para fortalecer os programas de aprimoramento e aperfeiçoamento profissionais.

Biografia do Autor

Elizangela Gianini Gonsalez, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Programa de Pós-graduação em Enfermagem.

Luciano Garcia Lourenção, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP).

Departamento de Epidemiologia e Saúde Coletiva.

Priscila Regina Teixeira, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Programa de Pós-graduação em Enfermagem.

Daniela Salvagni Rotta, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Programa de Pós-graduação em Enfermagem.

Cláudia Eli Gazetta, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva e Orientação Profissional.

Denise Beretta, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva e Orientação Profissional.

Maria Helena Pinto, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto.

Departamento de Enfermagem Geral.

Publicado

2017-09-27

Como Citar

Gonsalez, E. G., Lourenção, L. G., Teixeira, P. R., Rotta, D. S., Gazetta, C. E., Beretta, D., & Pinto, M. H. (2017). Engagement no trabalho em profissionais de programas de aprimoramento profissional em saúde/Work engagement in employees at professional improvement programs in health. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 25(3), 509–517. https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO0987

Edição

Seção

Artigo Original