Tensões e possibilidades no campo da reabilitação sob a ótica dos estudos da deficiência/Strains and possibilities in rehabilitation with regard to disability studies

Autores

  • Daniela Virgínia Vaz Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ana Amélia Moraes Antunes
  • Sheyla Rossana Cavalcanti Furtado

DOI:

https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoARF1651

Resumo

Este artigo é um ensaio sobre a literatura do campo disability studies. São analisadas críticas feitas por este campo às ideologias e práticas da reabilitação por sua contribuição para a opressão sistemática de pessoas com deficiência. As críticas evidenciam conflitos entre as necessidades das profissões de reabilitação e das pessoas com deficiência, a disparidade de poder entre profissionais e clientes na decisão clínica, o viés capacitista na assistência e a invisibilização da deficiência na formação profissional. Para que o ímpeto de superação destas ideologias e práticas, estimulado pela ampla adoção da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde, não fique restrito ao nível discursivo, são analisadas possibilidades concretas de mudança para a prática profissional e educação na fisioterapia e terapia ocupacional em particular. A primeira é garantir o acesso de pessoas com deficiência à formação universitária. A pesquisa acadêmica sobre mas sobretudo por pessoas com deficiência é necessária. Intervenções educativas para mudanças atitudinais de docentes e discentes também podem ser positivas, assim como o treinamento em prática centrada na pessoa e com foco na participação. A crítica dos estudos da deficiência às práticas da reabilitação demanda a ampliação da ação para o combate à opressão. A reabilitação precisa alcançar uma prática de promoção e defesa dos direitos humanos e da justiça social junto às pessoas com deficiência.

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Vaz, D. V., Antunes, A. A. M., & Furtado, S. R. C. (2019). Tensões e possibilidades no campo da reabilitação sob a ótica dos estudos da deficiência/Strains and possibilities in rehabilitation with regard to disability studies. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 27(4), 917–928. https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoARF1651

Edição

Seção

Artigo de Reflexão ou Ensaio