Aspectos do cuidado integral para pessoas em situação de rua acompanhadas por serviço de saúde e de assistência social: um olhar para e pela terapia ocupacional/Aspects of the whole care for people in street followed by health and social assistance services: a look at and for occupational therapy

Autores

  • Fernanda de Oliveira Mota Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal (SES/DF)
  • Rafaela Maria Alves Martins Fonseca Universidade de Brasília – UnB, Brasília, DF, Brasil
  • Josenaide Engracia dos Santos
  • Andrea Donatti Gallassi Universidade de Brasília – UnB, Brasília, DF, Brasil http://orcid.org/0000-0003-1852-485X

DOI:

https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1809

Resumo

Introdução: A população que (sobre)vive nas ruas se caracteriza, muitas vezes, pela ruptura dos vínculos sociais e pelo uso de drogas, necessitando de cuidados de saúde e de assistência social. Objetivo: Identificar e analisar as percepções dos profissionais terapeutas ocupacionais e dos usuários sobre a atuação e especificidade da terapia ocupacional junto às pessoas em situação de rua atendidas pelo Centro de Atenção Psicossocial álcool e drogas (CAPS-ad III) e pela Unidade de Acolhimento (UA). Método: Trata-se de um estudo exploratório, de abordagem qualitativa, realizada a partir de entrevistas semiestruturadas com três terapeutas ocupacionais e cinco usuários de um CAPS-ad III do Distrito Federal e da UA referenciada por este CAPS-ad III; os dados foram analisados a partir do método de Análise de Conteúdo. Resultados: Os dados foram organizados em três categorias temáticas: (1) uso de drogas, a situação de morador de rua e o tratamento no CAPS-ad III; (2) o cotidiano de atuação da terapia ocupacional; e (3) terapia ocupacional e reinserção social. Conclusão: A terapia ocupacional atua com população em situação de rua com olhar para o cotidiano e desempenho de Atividades de Vida Diária (AVD), trabalhando na perspectiva da Redução de Danos como forma de buscar uma maior qualidade de vida dos usuários. Torna-se necessário levar espaços de saúde e de assistência social para o contexto do usuário, realizar ações extrapolando o espaço físico do CAPS-ad e colocando o usuário como participante ativo desse processo.

Biografia do Autor

Fernanda de Oliveira Mota, Secretaria de Estado da Saúde do Distrito Federal (SES/DF)

Terapeuta Ocupacional pela UnB e Residente em Saúde Mental pela SES/DF

Rafaela Maria Alves Martins Fonseca, Universidade de Brasília – UnB, Brasília, DF, Brasil

Faculdade de Ceilândia (FCE)

Terapeuta Ocupacional e mestranda do Programa de Pós Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde (PGCTS/FCE/UnB)

Andrea Donatti Gallassi, Universidade de Brasília – UnB, Brasília, DF, Brasil

Faculdade de Ceilândia (FCE)

Professora Adjunta IV do curso de Terapia Ocupacional e do Programa de Pós Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde (PGCTS/FCE/UnB)

Coordenadora-Geral do Centro de Referência sobre Drogas e Vulnerabilidades Associadas (CRR/FCE/UnB)

Downloads

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Mota, F. de O., Fonseca, R. M. A. M., dos Santos, J. E., & Gallassi, A. D. (2019). Aspectos do cuidado integral para pessoas em situação de rua acompanhadas por serviço de saúde e de assistência social: um olhar para e pela terapia ocupacional/Aspects of the whole care for people in street followed by health and social assistance services: a look at and for occupational therapy. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 27(4), 806–816. https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1809

Edição

Seção

Artigo Original