Desempenho ocupacional de adolescentes usuárias de drogas/Occupational performance of adolescents drug users

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1885

Resumo

Introdução: A adolescência é uma fase na qual considera-se que os indivíduos podem estar expostos às situações de vulnerabilidade, entre elas o uso de drogas. Estas substâncias alteram o comportamento e a cognição comprometendo o desempenho ocupacional. Objetivo: Descrever e analisar o desempenho ocupacional de adolescentes do sexo feminino, nos períodos anterior, durante e após a interrupção do uso de drogas. Método: Estudo qualitativo exploratório realizado em uma instituição para o cuidado de adolescentes do sexo feminino que faziam uso abusivo de drogas, localizada no interior de Minas Gerais. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada elaborada pelas autoras com questões referentes ao desempenho ocupacional nas diversas ocupações, antes e durante o uso de drogas, durante o acompanhamento na reabilitação, fatores de risco para o uso, idade de início do uso e fatores associados à reabilitação. Utilizou-se a análise de conteúdo temático-categorial. Resultados: Participaram do estudo oito adolescentes do sexo feminino, com idade entre 13 e 18 anos. Os dados apontaram que o uso de drogas compromete o desempenho ocupacional de adolescentes em todas as ocupações, com ênfase na execução de atividades típicas dessa faixa etária, como educação, lazer e atividades de vida diária. Conclusão: Espera-se que esse estudo possa contribuir como subsídio para profissionais que atuam com adolescentes usuários de drogas, por identificar os prejuízos no desempenho ocupacional devido a tal uso e com isso intervir junto a essa população.

Biografia do Autor

Ana Laura Costa Menezes

Possui graduação em Terapia Ocupacional pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro (2013) e Mestrado em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos (2017). Atualmente é doutoranda do Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de São Carlos e tem como tema de pesquisa Síndrome da Fragilidade em Idosos que vivem em Contexto de Alta Vulnerabilidade Social. Tem experiência na área de Terapia Ocupacional, com ênfase em saúde do idoso, atuando principalmente nos seguintes temas: idoso fragilizado e vulnerabilidade social.

Andrea Ruzzi-Pereira, Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Terapeuta Ocupacional graduada pela Universidade Federal de São Carlos (1999), mestre (2007) e doutora (2015) em Ciências Médicas, Programa Saúde na Comunidade, pela FMRP-USP e especialista em Saúde Pública e Saúde Mental, pela UNICAMP (2007). Professor Adjunto do Departamento de Terapia Ocupacional da Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM. Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental, Álcool e outras Drogas (NEPSMAD). Atua no ensino, pesquisa e extensão na Terapia Ocupacional com enfoque nas áreas de saúde mental; saúde coletiva; prevenção do uso problemático e intervenções junto a pessoa com problemas devido ao uso de álcool e outras drogas; e sexualidade humana. Atualmente é coordenadora do Centro Regional de Referência para capacitação de agentes e de trabalhadores atuantes no campo das políticas sobre drogas - CRR/UFTM.

Publicado

2019-12-10

Como Citar

Menezes, A. L. C., & Ruzzi-Pereira, A. (2019). Desempenho ocupacional de adolescentes usuárias de drogas/Occupational performance of adolescents drug users. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 27(4), 754–764. https://doi.org/10.4322/2526-8910.ctoAO1885

Edição

Seção

Artigo Original