Participação ocupacional, estresse, ansiedade e depressão em trabalhadores e estudantes de universidades brasileiras durante a pandemia de COVID-19

Autores

Resumo

Introdução: As restrições físicas, sociais e ocupacionais impostas pela pandemia de COVID-19 têm afetado a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida da população mundial. Objetivo: Identificar as repercussões da pandemia na participação ocupacional de estudantes, docentes e técnicos de três universidades públicas do Norte do Brasil, comparar as mudanças relatadas pelos participantes na participação ocupacional antes e durante a pandemia, e identificar sintomas de depressão, ansiedade e estresse. Método: Estudo transversal, descritivo e comparativo com abordagem quantitativa. Cento e noventa e nove (n = 199) participantes (alunos, professores e técnicos), responderam (on-line) à “Lista de Verificação da Participação Ocupacional” e à Escala de Ansiedade, Estresse e Depressão (DASS-21). Realizou-se análise descritiva dos dados e aplicação dos testes de Wilcoxon e Mann-Whitney. Resultados: Durante a pandemia, identificou-se aumento na participação ocupacional para todos os participantes nas atividades domésticas (p <0,001) e diminuição no trabalho ou estudos presenciais (p <0,001). Os alunos relataram mais sintomas de depressão, ansiedade e estresse em comparação com os professores (p<0,001). A maioria dos estudantes não organizou seu tempo para desempenhar, com satisfação, suas ocupações. Tais dificuldades foram associadas com sintomas de depressão, ansiedade e estresse, principalmente entre os estudantes (p <0,001). Conclusão: Este estudo forneceu conclusões preliminares sobre as diferenças na participação ocupacional antes e durante a pandemia. A organização do tempo e as dificuldades no desempenho das ocupações foram relacionadas aos níveis de ansiedade, depressão e estresse, principalmente na amostra de estudantes.

Biografia do Autor

Glenda Miranda da Paixão, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Docente na Faculdade de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - Universidade Federal do Pará – UFPA

Adriene Damasceno Seabra, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Docente na Faculdade de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - Universidade Federal do Pará – UFPA

Adrine Carvalho dos Santos Vieira, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Docente na Faculdade de Fisioterapia e Terapia Ocupacional - Universidade Federal do Pará – UFPA

Julia Andreza Gorla, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos – PPGTO/UFSCar

Daniel Marinho Cezar da Cruz, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

Docente no Programa de Pós- Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar

Downloads

Publicado

2022-01-18

Como Citar

Paixão, G. M. da, Seabra, A. D., Vieira, A. C. dos S., Gorla, J. A., & Cruz, D. M. C. da. (2022). Participação ocupacional, estresse, ansiedade e depressão em trabalhadores e estudantes de universidades brasileiras durante a pandemia de COVID-19. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e2952. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/2952

Edição

Seção

Artigo Original