A abordagem da terapia ocupacional considerando os ativos para a saúde da população jovem: uma análise da literatura

Autores

Resumo

Introdução: A salutogênese é uma orientação acadêmica que busca ressaltar os fatores que promovem ativamente a saúde e o bem-estar das pessoas, proporcionando maior controle sobre sua vida e saúde. Nesse enfoque se destacam os ativos para a saúde da população disponíveis na comunidade. Objetivo:Apresentar uma revisão da literatura sobre as principais ocupações ou atividades significativas considerando a abordagem dos ativos para a saúde em jovens. Método: Foi realizada uma revisão da literatura nas bases de dados PubMed, Science Direct (Elsevier) e Biblioteca Virtual em Saúde, entre os anos de 2013-2019. Foram utilizados os descritores “health assets” AND (Children OR Adolescents) e “Activos para la salud”AND jóvenes. Dez artigos foram escolhidos entre os 145 selecionados. Resultados: Dez artigos foram selecionados e analisados. Os ativos de saúde mais relevantes identificados nos jovens foram: autoconhecimento e autoconfiança. Em relação à ocupação, consideram que levar um estilo de vida saudável, ter uma vida com propósito, lazer e relações sociais são os principais ativos de saúde identificados. Por outro lado, identificou-se forte impacto da relação com a família para bens de saúde. Conclusão: É fundamental incluir na intervenção da terapia ocupacional com a população jovem a identificação dos ativos de saúde e como eles impactam a saúde e o bem-estar. Além disso, é importante investigar como os ativos de saúde podem reduzir a desigualdade social da comunidade.

Publicado

2022-03-08

Como Citar

Alsina-Santana, R., & Zango-Martín, I. (2022). A abordagem da terapia ocupacional considerando os ativos para a saúde da população jovem: uma análise da literatura. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e2967. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/2967

Edição

Seção

Artigo de Revisão e/ou Atualização de Literatura