Realidade virtual imersiva nos Cuidados Paliativos: perspectivas para a Reabilitação Total

Autores

Resumo

Introdução: A Realidade Virtual se apresenta como ferramenta promissora para aprimoramento de tecnologias em saúde e potencialização de intervenções para a melhora da funcionalidade e qualidade de vida de pacientes e familiares que enfrentam doenças e/ou condições progressivas ameaçadoras da vida. Objetivo: Este ensaio discute o papel promissor da Realidade Virtual Imersiva na reabilitação em Cuidados Paliativos e propõe o conceito de Reabilitação Total como possibilidade para ampliação da concepção de reabilitação atual. Método: Apresentamos reflexões baseadas na teoria de Dor Total, própria dos Cuidados Paliativos, e a inserção das Novas Tecnologias na saúde, especialmente no âmbito da reabilitação, por meio de documentos baseados na linha reflexiva que os autores pretendem submeter à apreciação e ao debate público. Resultados: É importante e promissor o papel da Realidade Virtual Imersiva em intervenções de saúde, bem como a proposta conceitual de ampliação do conceito e compreensão de Reabilitação, cunhando o termo Reabilitação Total. Além disso, fomentou-se o processo reflexivo de debate sobre as possibilidades terapêuticas e suas inovações. Conclusão: A partir da Reabilitação Total, inovações relativas ao cuidado em saúde, sejam tecnológicas e/ou das práticas clínicas, podem ser aprimoradas e disponibilizadas através de intervenções em ambientes físicos e/ou virtuais, tendo como premissas para os processos de reabilitação a funcionalidade global e dignidade da pessoa humana, com ações que envolvam as dimensões física, social, psicológica e espiritual, tal como apresentado pelo conceito de Dor Total.

Biografia do Autor

Breno Augusto Bormann de Souza Filho, Universidade de Pernambuco/Professor Auxiliar da Escola Superior de Educação Física

Bacharel em Educação Física - ASCES. Pós-graduado em Reabilitação Cardiopulmonar e Metabólica - UPE-ESEF. Residência Multiprofissional em Saúde do Idoso - IMIP. Pós-graduado em Oncologia Multidisciplinar - FPS/IMIP. Pós-graduado em Neurociências, Esporte e Atividade Física - UFRJ. Mestrado Profissional em Cuidados Paliativos - IMIP. Aperfeiçoamento em Cuidados Paliativos - Instituto Paliar. Técnico de Para atletismo nível 3 credenciado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Membro pesquisador da Academia Paralímpica Brasileira/Comitê Paralímpico Brasileiro - APB/CPB. Doutor em Epidemiologia em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública da FioCruz/RJ. Membro pesquisador do Grupo de Pesquisa e Núcleo de Estudos em Cuidados Intermediários e Redes de Atenção à Saúde na linha de Cuidados Paliativos e os Cuidados Intermediários, vinculado ao CNPQ (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5761100916911625).

Érika Fernandes Tritany, Universidade Federal do Rio de Janeiro/Instituto de Estudos em Saúde Coletiva

Sanitarista (IESC/UFRJ). Especialista em Gestão de Redes de Atenção à Saúde (ENSP/Fiocruz) e Residente multiprofissional em Saúde Coletiva (IESC/UFRJ). Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ) e integrante pesquisadora do Núcleo de Estudos em Cuidados Intermediários e Redes de Atenção à Saúde nas linhas de pesquisa Cuidados Intermediários e Atenção Básica; e Cuidados Paliativos (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/5761100916911625).

Publicado

2022-02-19

Como Citar

Souza Filho, B. A. B. de, & Tritany, Érika F. (2022). Realidade virtual imersiva nos Cuidados Paliativos: perspectivas para a Reabilitação Total. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e3024. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3024

Edição

Seção

Artigo de Reflexão ou Ensaio