Justiça social como quadro moral e normativo para intervenção social com cidadãos migrantes

Autores

Resumo

As perspectivas críticas de justiça social de Fraser e Honneth são aqui analisadas, teoricamente, apresentando a sua relação com a migração como um fenômeno social atual; são também apresentados os diferentes problemas sociais enfrentados pelos migrantes, os quais requerem marcos normativos e morais que promovam o reconhecimento social através da participação social nos espaços da vida cotidiana. Simultaneamente, os diferentes tipos de justiça (distributiva e de reconhecimento) são apresentados como base teórica para a concepção de mecanismos de intervenção destinados a reduzir as brechas sociais que se originam das injustiças sociais: discriminação, xenofobia e racismo experimentados pelos migrantes nos contextos sociais de chegada e que são exacerbados pela falta de distribuição, participação política e reconhecimento. Conclui-se que é necessário incorporar o quadro da justiça social nas práticas de intervenção social numa perspectiva centrada nos temas e no contexto em que levam a cabo a sua vida cotidiana e as suas ocupações.

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Pulido, J. S. (2022). Justiça social como quadro moral e normativo para intervenção social com cidadãos migrantes. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30(spe), e3066. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3066

Edição

Seção

Artigo de Reflexão ou Ensaio