Na EKO na EBA - o vai e vem da imigração: cotidiano, identidade e demandas de imigrantes africanos estudantes universitários

Autores

Resumo

Introdução: Ao abarcar a diversidade cultural, os direitos humanos e a justiça social – na sua prática e na produção de conhecimento –, a terapia ocupacional tem se interessado em discutir a temática da África problematizando diferentes dinâmicas sociais contemporâneas. Objetivo: Compreender a trajetória, a construção da identidade e as demandas de jovens imigrantes africanos estudantes universitários. Método: Abordagem qualitativa, utilizando entrevistas semiestruturadas para coleta de dados e análise de conteúdo temática. Resultados: A primeira categoria, “Cultura, identidade e cotidiano: atravessando o Atlântico Negro”, abarca a percepção dos jovens acerca da alteridade e diferenças/identificações culturais entre Brasil e a África no cotidiano vivido. Na segunda, “Um país de caçadores?: preconceito, discriminação e imaginário colonial”, tratou-se de relatos de discriminação no cotidiano e o imaginário sobre a África no Brasil. Já a última categoria, “A casa é do outro: apoio/ desamparo institucional e estratégias de enfrentamento”, discute as condições de recepção e permanência do estudante imigrante africano na universidade. Conclusão: A trajetória dos estudantes africanos perpassa por necessidades institucionais assistenciais, sociais e relacionais, que imbricam no cotidiano, na cultura e no desempenho acadêmico, ressaltandose a vivência da discriminação racial dentro e fora da universidade que pauta a alteridade na construção da subjetividade dos jovens. A valorização dos temas africanos demonstra uma tendência da profissão em buscar novas epistemes e construções teórico-metodológicas decoloniais que produzam olhares-outros para o fazer humano no tensionamento da cultura e das relações de poder estabelecidos pelo sistema-mundo-moderno.

Publicado

2022-06-21

Como Citar

Bezerra, J. B., & Alves, H. C. (2022). Na EKO na EBA - o vai e vem da imigração: cotidiano, identidade e demandas de imigrantes africanos estudantes universitários. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30(spe), e3073. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3073

Edição

Seção

Artigo Original