Discurso e micropoder na intervenção com idosos hospitalizados com delirio: reflexão sobre narrativas ausentes

Autores

Resumo

Este ensaio analisa as interações entre idosos hospitalizados com delirium e a equipe de saúde. Para refletir sobre a construção dessas interações, baseamo-nos no filósofo Michel Foucault, em sua apresentação e livro “Ordem do Discurso”, em que considera como as relações sociais de micropoder podem ser apresentadas em diversos contextos, dialogando sobre a interação descrita a partir das estratégias e táticas de exclusão de discurso. Enfocamos principalmente i) razão e loucura, identificada em idosos hospitalizados com delirium, que podem ter uma narrativa oriunda do distúrbio neurocognitivo, apresentando uma experiência de isolamento; por outro lado ii) a equipe de saúde baseia-se em determinar o que é verdadeiro e o que é falso, valendo-se de seus saberes e táticas do processo de diagnóstico e intervenção, que não consegue captar as experiências de idosos com delirium. Por fim, propomos uma nova construção do fenômeno a partir do realismo da agência que integra o saber da equipe de saúde e a vivência do idoso com delirium.

Publicado

2022-09-09

Como Citar

Alvarez, E., & Gutierrez, P. (2022). Discurso e micropoder na intervenção com idosos hospitalizados com delirio: reflexão sobre narrativas ausentes. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e3137. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3137

Edição

Seção

Artigo de Reflexão ou Ensaio