Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR): proposição de uma versão ambulatorial e avaliação dos seus impactos na demência - Estudo piloto

Autores

Resumo

Introdução: O Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR) é um programa de intervenção em terapia ocupacional que apresenta resultados promissores na redução dos sintomas comportamentais e psicológicos da demência (SCPD). Objetivos: Propor adaptações no TAP-BR para a criação de uma versão ambulatorial desse programa e avaliar o impacto e a sua aplicabilidade. Métodos: O TAP-BR foi adaptado para uso e aplicação em ambulatório e foi feita a avaliação da aplicabilidade dessa versão a partir da percepção dos estagiários do último ano do curso de graduação em terapia ocupacional e dos cuidadores familiares. O Inventário Neuropsiquiátrico (INP) e a Escala de Depressão, Ansiedade e Estresse (DASS 21) foram utilizados para avaliar o impacto da versão adaptada. Resultados: Foram propostas as seguintes alterações no processo de aplicação do TAP-BR em ambulatório: adequações de termos no Manual de Intervenção e na Pasta de Documentação; adequação da avaliação ambiental a ser realizada a partir de entrevista com o cuidador; redução na duração das sessões, de 90 para 60 minutos. Na visão dos estagiários e cuidadores familiares, o programa se apresentou de fácil aplicação. As medidas apontaram que houve melhora no desgaste dos cuidadores em relação aos SCPD dos idosos (Cohen d=0,49) e em seu estado emocional (Cohen d=0,59), principalmente para a variável depressão (Cohen d=0,81). Conclusão: A versão ambulatorial do TAP-BR é um programa de fácil aplicação, com impacto positivo na redução dos SCPD nos idosos e melhora no estado emocional dos cuidadores, com ênfase na variável depressão.

Publicado

2022-07-11

Como Citar

Francisco, I. da C., Pereira, G. C., & Novelli, M. M. P. C. (2022). Programa Personalizado de Atividades (TAP-BR): proposição de uma versão ambulatorial e avaliação dos seus impactos na demência - Estudo piloto. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e3214. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3214

Edição

Seção

Artigo Original