Processos de acompanhamento, foco de gênero e mulheres no consumo de álcool/drogas na gravidez e maternidade: chaves transdisciplinares e terapias ocupacionais do Sul

Autores

Resumo

Este artigo apresenta resultados preliminares de uma investigação que busca caracterizar o modelo de intervenção do Programa Ambulatorial Intensivo para o tratamento do uso de drogas e/ou álcool em mulheres grávidas e maternidades no Centro de Referência em Saúde (CRS) do Hospital el Pino, San Bernardo, Chile. O objetivo é descrever características do acompanhamento com abordagem de gênero realizado pela equipe do programa, considerando sua natureza transdisciplinar como chaves para melhorar a adesão e favorecer as altas terapêuticas, promovendo a autonomia e o exercício de direitos. A metodologia é qualitativa com abordagem êmica e intracultural, a amostra é intencional e as informações foram produzidas por meio de nove entrevistas grupais participativas e uma entrevista individual, realizando-se a análise temática das informações. Os resultados indicam que os acompanhamentos das abordagens de gênero e direitos humanos favorecem o trabalho transdisciplinar, aspectos fundamentais para reduzir as lacunas de equidade e favorecer o acesso à saúde para mulheres em situação de vulnerabilidade. Sendo as terapias ocupacionais do sul importantes para potencializar esses processos.

Publicado

2022-09-09

Como Citar

Palacios, M., Díaz, M. M., Aracena, P., Palomino, T., & Quintana, N. (2022). Processos de acompanhamento, foco de gênero e mulheres no consumo de álcool/drogas na gravidez e maternidade: chaves transdisciplinares e terapias ocupacionais do Sul. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e3228. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3228

Edição

Seção

Artigo Original