O efeito dos programas Son-Rise e Floor-Time nas habilidades de interação social e comportamentos estereotipados de crianças com Transtornos do Espectro do Autismo: um ensaio clínico

Autores

Resumo

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento que tem entre seus sintomas a dificuldade nas habilidades de interação social e a realização de atividades limitadas e estereotipadas. O objetivo deste estudo foi determinar o efeito dos programas Son-Rise e Floor Time nas habilidades de interação social e comportamentos estereotipados em crianças com TEA. O presente estudo foi um Ensaio Clínico. Os participantes foram 60 crianças com TEA que foram selecionadas pelo método de amostragem de conveniência e distribuídas aleatoriamente em três grupos (intervenção Son-Rise, intervenção Floor-Time e grupo controle com intervenções de terapia ocupacional de rotina). Para a coleta de dados, foram utilizados o Autism Spectrum Screening Questionnaire, a Gilliam Autism Rating Scale e o Autism Social Skills Profile, respectivamente. Para a análise dos dados foi utilizada a análise de variância de medidas repetidas (bidirecional entre e dentro dos sujeitos). Os resultados da análise dos dados mostraram que os programas Son-Rise e Floor Time tiveram um efeito positivo nas habilidades de interação social das crianças com TEA e reduziram os comportamentos estereotipados dessas crianças; Além disso, há uma diferença significativa entre a eficácia dos programas Son-Rise e Floor-Time nas habilidades de interação social e comportamento estereotipado no pós-teste, que é mais eficaz no Floor Time comparado ao programa Son-Rise.

Downloads

Publicado

2022-09-21

Como Citar

Mirzakhani, N., Asadzandi, S., Ahmadi, M. S., Saei, S., & Pashmdarfard, M. (2022). O efeito dos programas Son-Rise e Floor-Time nas habilidades de interação social e comportamentos estereotipados de crianças com Transtornos do Espectro do Autismo: um ensaio clínico. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 30, e3253. Recuperado de https://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/3253

Edição

Seção

Artigo Original