A dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção (OPM) no Departamento Regional de Saúde da 3ª Região do Estado de São Paulo/ Orthotics, prosthesis and mobility aids (OPM) dispensation in the Regional Health Department of the 3RD Region

Autores

  • Camila Caminha Caro Universidade Federal de São Carlos
  • Paloma Soares Faria Universidade Federal de São Carlos
  • Tatiana Barbieri Bombarda Universidade Federal de São Carlos
  • Iracema Serrat Vergotti Ferrigno Universidade Federal de São Carlos
  • Marina Silveira Palhares Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.4322/cto.2014.073

Resumo

Objetivo: Identificar o processo de dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção (doravante, OPM) pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Departamento Regional de Saúde da 3ª Região (DRSIII) do Estado de São Paulo e, também, realizar um mapeamento dos serviços de reabilitação física existentes nessa região e posteriori correlação dos dados com as leis vigentes. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal exploratório, de abordagem qualitativa, no qual os sujeitos participantes da pesquisa foram os principais profissionais atuantes no processo de dispensação de OPM ou responsáveis pelo fluxo de aquisição destas nas cidades. Enquanto instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário semiestruturado, elaborado pelas próprias pesquisadoras, que envolve questões direcionadas para a identificação dos centros de reabilitação física nos municípios, composição da equipe envolvida, fornecimento de tecnologia assistiva por meio do SUS, tempo para recebimento e existência de lista de espera. Resultados e discussão: Os dados obtidos foram mensurados estatisticamente, categorizados e descritos, sendo correlacionados com as legislações vigentes voltadas à garantia e acesso à tecnologia assistiva. Observou-se que a prática em torno desse recurso no referido DRS concentra-se em um único polo assistencial, causando longo tempo de espera e pouca efetividade dos serviços prestados, além de ainda manter um caráter  assistencialista. Conclusão: O presente trabalho trouxe indícios de que, embora o direito de acesso à tecnologia assistiva seja garantido legalmente, ainda existem muitas dificuldades e desafios em torno dessa prática.

Biografia do Autor

Camila Caminha Caro, Universidade Federal de São Carlos

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e especialista em Neurociências e Reabilitação pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP), São José do Rio Preto

Paloma Soares Faria, Universidade Federal de São Carlos

Especialista em Terapia da mão pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e aluna especial do Programa de Pós Graduação em Terapia Ocupacional da mesma instituição.

Tatiana Barbieri Bombarda, Universidade Federal de São Carlos

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), terapeuta ocupacional no Hospital Estadual Américo Brasiliense (HEAB).

Iracema Serrat Vergotti Ferrigno, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Ciências Médicas (Cirurgia Experimental) pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, professor adjunto da Universidade Federal de São Carlos no curso de graduação em Terapia Ocupacional, no Programa de Pós-Graduação Stricto-sensu em Terapia Ocupacional-PPGTO e Lato-sensu em Terapia da Mão.

Marina Silveira Palhares, Universidade Federal de São Carlos

Doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo – USP, professora aposentada voluntária associada do Departamento de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, credenciada no programa de  Programa de Pós-Graduação Stricto-sensu em Terapia Ocupacional-PPGTO e orientadora de Mestrado no mesmo programa. 

Downloads

Publicado

2014-11-12

Como Citar

Caro, C. C., Faria, P. S., Bombarda, T. B., Ferrigno, I. S. V., & Palhares, M. S. (2014). A dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção (OPM) no Departamento Regional de Saúde da 3ª Região do Estado de São Paulo/ Orthotics, prosthesis and mobility aids (OPM) dispensation in the Regional Health Department of the 3RD Region. Cadernos Brasileiros De Terapia Ocupacional, 22(3), 521–529. https://doi.org/10.4322/cto.2014.073

Edição

Seção

Artigo Original